Site com a reunião dos trabalhos literários do autor.

31 de out de 2014

Pensamentos contra a liberdade

Com os ânimos alterados, muitos eleitores foram às redes sociais expressar suas visões políticas nessas últimas eleições, estendendo o debate dos meios de comunicação, das mesas de bar, das padarias, das praças públicas, dos churrascos entre amigos a postagens que traziam em sua essência - de modo bastante obscuro - a expressão da liberdade trazida pelo regime político em que vivemos. Todavia, tal bombardeio de opiniões nas redes demonstrou o retrato do ser humano: racional por natureza, mas, ao não buscar o conhecimento, ignorante por oportunidade - ou ausência desta.

28 de jul de 2014

No mundo das letras: jovem poeta vive em busca de novas emoções

Ronaldo Henrique Barbosa Junior, de 18 anos, já ganhou vários prêmios



Em um mundo onde a educação caminha com dificuldade, um carioca de 18 anos, que mora em Campos há 10, se destaca pela genialidade e sintonia profunda com as letras.

No mundo de Ronaldo Henrique Barbosa Junior, as poesias, os contos e os poemas são os seus melhores amigos. Os livros, mais que velhos conhecidos, estão espalhados pela casa, no ambiente de trabalho e na faculdade.

Cursando o segundo período de Direito, Ronaldo já perdeu as contas de quantos poemas escreveu. A carreira de escritor começou aos 15 anos, quando ainda estudava no Instituto Federal Fluminense (IFF) e foi incentivado por professores de português a escrever sobre diversos temas.

"Sempre gostei muito de ler e de escrever, mas meus textos ficaram melhores na adolescência, quando fui muito incentivado pelos professores, que gostavam do que eu escrevia.  A partir deste momento também comecei a ganhar prêmios, mas sempre fui muito reservado, guardava meus textos. Meus pais são os responsáveis pelo reconhecimento dos meus textos, porque eles mostravam sempre aos amigos. Um dia meu texto foi lido em uma aula de mecânica no IFF, por um professor, e eu fiquei totalmente assustado. Ninguém sabia que eu escrevia e depois disso, todos me conheceram melhor", relatou.

Após a repercussão de seus poemas, Ronaldo se aprofundou ainda mais na leitura e hoje tem um blog, um site e escreve para um jornal da baixada campista. O jovem poeta ficou  entre os 20 primeiros colocados no prêmio UFF de Literatura, foi vice campeão no concurso da Academia Madureirense de Letras e campeão no concurso de poesia da IFF, como o Melhor Poeta Intercampi.

Para os pais, principais incentivadores, Ronaldo é especial não somente pelo dom de escrever, mas pela simplicidade como ele lida com esse dom.

"Ele sempre foi uma criança que preferia ganhar um livro a um brinquedo. Por isso, sempre fazíamos essa vontade e o incentivávamos na leitura. A medida que ele foi crescendo, percebemos que ele escrevia textos sobre todos os assuntos com muita facilidade. Para a idade dele, isso era diferente e ele era diferente dos outros jovens por isso. Sempre procuramos mostrar a ele que a educação deve vir em primeiro lugar. Hoje, ele é nosso maior orgulho e fazemos questão de mostrar tudo o que ele faz aos amigos e conhecidos. É um dom lindo, que encanta a todos", disse a mãe Andréa Macabu.

Mas, a vida de Ronaldo não é somente ao lado dos livros. O adolescente já fez mandarim, faz dança de salão e procura sempre sair com a namorada e a família.

"As pessoas pensam que por eu gostar de ler e escrever poesias eu sou um gênio e não gosto de sair ou conversar com amigos. Sou mais reservado, mas vivo uma vida normal. Namoro, tenho amigos e faço cursos. Mas não desgrudo dos meus livros e aprendi a ser responsável desde cedo com meus pais. Troco qualquer presente por um bom livro e talvez isso assuste um pouco as pessoas", disse.

Entre os escritores preferidos de Ronaldo estão Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade e Ferreira Gullar. Para o futuro, o maior sonho é escrever um livro de poemas, uma coletânea dos melhores que ele escreveu.

"Quero muito, em alguns uns anos, escrever um livro com meus melhores poemas e fazer concursos na área de direito, que é a que eu escolhi para minha vida. Os livros e a minha paixão pelas palavras farão sempre parte da minha vida. A poesia faz com que eu demostre mais meus sentimentos. A poesia mostra a alma", concluiu.

4 de fev de 2014

Neoapartheid

Está na hora de aprendermos a dividir: quem manda frequenta um ambiente, e quem não manda - obedece - frequenta outro. Infelizmente, diferente do que muitos pensam, a solução não é simples - e discriminatória - assim.

Ligação fraca

Os avanços da tecnologia alcançaram diversos setores da vida humana. A comunicação, pelo fato de ser uma das principais necessidades do ser, teve inúmeras inovações com o passar dos anos e, por conseguinte, alterou a forma como cada indivíduo exerce seu papel na sociedade. Portanto podem-se destacar fatores positivos e negativos da evolução de cada técnica utilizada para facilitar ou melhorar o dia a dia das pessoas.

28 de out de 2013

A ignorância do machismo

Mesmo no século XXI, com a posição ocupada pela mulher na sociedade, o machismo ainda impera em diversos lugares e a violência contra ela alcança números alarmantes.

27 de jul de 2013

Patologia nacional

"Não faltam médicos, faltam condições de trabalho", diz a placa levantada por um médico do interior de um estado brasileiro. A saúde no Brasil tem uma doença muito pior do que a falta de profissionais.

29 de jun de 2013

O Gigante ainda não acordou

O povo está nas ruas! Multidões que apenas murmuravam, agora gritam com veemência nas principais avenidas de cidades do Brasil. "O Gigante acordou", é o que elas anunciam. Porém, tendo por base as motivações para tais movimentos, vê-se que o Gigante acordou e ainda está bastante sonolento.

Postagens populares

*GOSTOU DO BLOG? TEM ALGUMA SUGESTÃO? ENTÃO DEIXE SEU COMENTÁRIO AQUI.